Ticker

6/recent/ticker-posts

TOP 7 Melhores dicas para AUMENTAR o SCORE (Crédito)!

TOP 7 Melhores dicas para AUMENTAR o SCORE

Cansou de não ter financiamento aprovado e de ter que andar a pé ou de ônibus todos os dias por não poder financiar um carro?

Ou então, de não ter aquele cartão de crédito desejado? Ou ainda, não poder financiar um imóvel ou realizar um grande sonho?

Então, fique comigo nesta postagem, pois hoje vou te ensinar 7 dicas que vão te ajudar a melhorar a pontuação do teu Score para que você consiga o crédito que tanto almeja.

7 Dicas de Como melhorar ou aumentar o SCORE (para conseguir crédito)
7 dicas de como aumentar ou melhorar o Score
E antes que eu me esqueça, inscreva-se no canal Código do Crescimento se ainda não é inscrito e ative as notificações para não perder nenhum dos conteúdos.

O que é e como funciona o SCORE?


Embora o Score não seja o único indicador utilizado pelas Instituições Financeiras para avaliar os riscos da concessão de crédito para os seus clientes, ele tem uma grande importância nesse processo.

Por essa razão, muitas pessoas têm interesse em saber como aumentar o seu Score e, com isso, elevar as chances de conseguir ter acesso aos melhores produtos e serviços financeiros. Então, se você é uma dessas pessoas, este conteúdo pode te ajudar bastante.

Hoje vou te mostrar o que é o Score e como ele funciona, além de te dar várias dicas simples, que podem te ajudar a melhorar a tua pontuação.

Score, de maneira simples, nada mais é que uma pontuação que indica o quanto uma pessoa é capaz de honrar com os seus compromissos financeiros em um determinado período.

A lógica é a seguinte: quando uma instituição financeira vai conceder crédito a um cliente, ou uma empresa pretende realizar uma venda parcelada, é necessário saber se essa pessoa realmente tem o perfil de um bom pagador, ou seja, se ela honrará a dívida. E é justamente aí que o Score entra!

Na prática, por meio da pontuação do Score, as empresas e bancos, por exemplo, podem avaliar os riscos de conceder crédito a um determinado cliente, levando em consideração o seu comportamento recente no Mercado, o seu histórico de movimentações e a sua relação com as Empresas e as Instituições Financeiras. Dessa forma, a decisão em emprestar ou financiar (ou não) para este cliente, se torna mais segura e baseada em dados concretos.

Atualmente temos 2 ferramentas de Score muito utilizadas aqui no Brasil, que são o Score Serasa e Score Boa Vista. Estas são ferramentas que pontuam de acordo com seus hábitos de consumo, de pagamentos e a suas relações com o Mercado Financeiro.

Também levam em consideração informações tuas, como: idade, estado civil, renda mensal, se teu nome consta ou não nos órgãos de restrição ao crédito, e também a forma como você lida com os pagamentos de eventuais dívidas.

O funcionamento do Score é bastante simples. A sua faixa de pontuação varia de 0 até 1.000 pontos. Dessa forma, quanto maior for essa pontuação, ou seja, quanto mais perto do 1000, melhor o teu Score.

Consequentemente, mais bem-visto você será diante do mercado financeiro, e maiores serão as chances de você conseguir um empréstimo, um financiamento ou até mesmo um cartão de crédito. O objetivo do Score é saber qual o risco de inadimplência do cidadão ao pedir crédito no Mercado.

Para definir essa pontuação, o Score utiliza uma série de variáveis e características do indivíduo. Inúmeros podem ser os fatores que interferem neste cálculo.

Mas como saber se o meu Score é bom ou ruim? Como citei anteriormente, quanto maior for a tua pontuação, mais bem-visto você será perante o Mercado. Por isso, o ideal é que você sempre busque aumenta-lo, já que isso pode facilitar bastante o seu acesso aos serviços financeiros.

Em regra, um Score é considerado ruim quando a pontuação está abaixo dos 300 pontos. Estando nessa faixa, você é avaliado como de alto risco de inadimplência, e, por esse motivo, será mais difícil de conseguir um financiamento ou um empréstimo com juros menores.

Na faixa dos 300 a 700 pontos, por outro lado, já estamos falando da faixa mediana de Score. Aqui, você é visto como de médio risco. Desse modo, pode ser mais fácil ter acesso aos produtos e serviços financeiros, com condições mais benéficas e juros mais atrativos. Mas calma, ainda é possível melhorar!

Acima dos 700 pontos, o Score já é considerado bom e os riscos de inadimplência já são avaliados como pequenos. Se seu Score já está nesta faixa, meus parabéns. É bem provável que você não encontre dificuldades para obter um bom financiamento, um empréstimo ou aquele cartão de crédito que você tanto deseja.

Mas é importante lembrar que os Bancos e instituições financeiras não utilizam apenas o Score como indicador para decidir sobre a concessão ou não de crédito. Por isso, Score alto não é certeza de aprovação imediata, mas ajuda muito!

Muitas pessoas não dão a devida importância, mas o Score permite às empresas e às instituições financeiras o acesso a informações concretas sobre o seu perfil de consumidor. Dessa maneira, a decisão de conceder um crédito a você se torna um processo mais seguro, justo e objetivo, o que contribui para ambos os lados.

Muitos já conhecem o seu Score, e por isso já tem noção do seu perfil, e por isso podem adotar hábitos ainda mais benéficos e conseguir ter acesso a produtos e serviços financeiros mais vantajosos e ajustados às suas demandas.

Na prática, o Score é bastante utilizado por empresas do ramo financeiro, como Bancos, Financeiras e Operadoras de Cartão de Crédito.

Sempre que você, consumidor, procura essas empresas para solicitar um cartão de crédito ou um financiamento, por exemplo, o seu Score é consultado.

Como falei no início do vídeo, quanto mais elevado for o Score, melhor será para você. No entanto, se a sua pontuação não está da forma como gostaria, saiba que é possível sim melhorá-la a partir de ações simples. Assim sendo, fique de olho nestas dicas caso queira aumentar o teu Score (as dicas estão numeradas, mas a numeração não representa a ordem de importância).


7 Dicas infalíveis de como Aumentar ou melhorar o seu Score:


Dica nº 1. Pague suas as contas em dia!


A regra número um para quem deseja aumentar o Score é sempre pagar as contas em dia. Essa postura vai mostrar ao Mercado o seu compromisso com suas dívidas. Quanto mais você honrar seus compromissos, quanto mais pontual você for, mais confiança você mostrará ao Mercado e assim será mais fácil conseguir Crédito.

Dica nº 2. Faça o cadastro positivo!


Outro aliado para aumentar o Score é o Cadastro Positivo. Esse cadastro é uma forma de registrar o seu comportamento financeiro, comprovando que tem o bom hábito de pagar as suas contas pontualmente e, mais do que isso, que você está certinho com as suas finanças.

Com o cadastro positivo, a avaliação do Score se torna mais precisa, já que nele constam os históricos de pagamentos recentes de contas, como faturas de cartão, concessionárias de serviços, e por aí vai.

Dica nº 3. Limpe seu nome!


As dívidas têm um grande impacto sobre o Score. Por isso, se você tem algum débito em aberto, é fundamental que tente negociá-lo ou quitá-lo o quanto antes.

Com as contas em dia, aumentar o Score se torna muito mais fácil, já que elas são alguns dos principais indicadores de riscos. Por isso não tenha restrições em seu nome, pois isso derruba a sua pontuação.

Dica nº 4. Organize-se!


Organização financeira é, sem dúvida, um dos pilares mais importantes para quem deseja aumentar o Score. Com as finanças em ordem, por exemplo, é menos provável que você sofra com problemas para pagar a totalidade da fatura do cartão ou seja obrigado a utilizar cheque especial. É importante se organizar para pagar todas as contas com pontualidade e sem comprometer o orçamento, ou seja, sem ter que entrar no Cheque Especial ou em novos Empréstimos.

Essas ocorrências também prejudicam a sua pontuação e demonstram uma certa desorganização financeira. Na prática, essas ações impedem que você tenha acesso aos melhores serviços financeiros das Instituições. Então, o melhor mesmo é se programar e controlar os gastos para sempre honrar as suas contas .

Dica nº 5: Faça crediário e débito automático em seu nome!


Ao comprar a crédito em seu nome, chegará aos Órgãos de Proteção ao Crédito a informação de que você participa ativamente do Mercado Financeiro, além do seu comportamento de pagamento.

Colocar suas contas em débito automático vai ajudar você a construir um histórico de bom pagador. Então, se for possível opte por colocar as faturas de energia, água, gás, telefone e internet no débito automático, pois assim os pagamentos serão feitos no vencimento.

Dica nº 6: Dados atualizados!


Mantenha sempre seus dados atualizados nas Empresas que te fornecem crédito e nos órgãos de proteção ao crédito. Se não mora mais no mesmo endereço, mudou de emprego ou alterou o número de telefone, procure seus credores e os Bancos de Dados para solicitar a alteração.

Dica nº 7: Consulta de crédito


Evite fazer muitas consultas de crédito por empresas com o seu CPF, isso pode significar instabilidade financeira. Cada vez que uma empresa consulta o seu cadastro, isso fica registrado nas empresas de banco de dados por um período, o que reduz seu Score.

Dicas Extras:


E como você chegou até aqui, vou te dar um bônus, duas dicas extras:

* Use menos de 30% do teu limite total do cartão de crédito.Você deve manter a utilização do limite total do cartão de crédito abaixo de 30%. Por exemplo: Se o teu limite total do cartão é de R$ 1.000,00, então, você deve manter ele na faixa de R$ 300,00 ou menos que isso de uso por mês. Não ultrapasse o valor acima de 30%!

** O que também prejudica o Score é a solicitação frequente de aumento de limite do cartão, já que pode indicar que você está precisando de dinheiro. Fique atento ao uso responsável, sempre abaixo do seu limite.

Aumentar o score não é uma missão muito complicada. Com organização e compromisso, é possível mostrar ao Mercado o seu potencial para pagar as suas dívidas dentro do prazo e, assim, ter acesso aos melhores produtos e serviços de que precisa para conquistar os seus objetivos.

Então, o que achou dessas dicas? Se esse este conteúdo te ajudou, siga o canal, deixe teu like, comente e compartilhe com seus amigos e com sua família.


Vídeo no Youtube - Canal Código do Crescimento:


Postar um comentário

0 Comentários