Ticker

6/recent/ticker-posts

Juros Simples e Compostos (Descomplicados): o que são e como calcular!

Hoje vamos dar continuidade na série Educação Financeira. Vamos relembrar o que são juros simples e compostos e para que servem. Lembra daquela aula de matemática financeira que você perdeu ou não deu a devida importância? Juros nada mais são que o valor do dinheiro no tempo, ou seja, eles funcionam como se fossem o aluguel do dinheiro. Os Bancos e também outras instituições financeiras fazem a intermediação entre quem tem dinheiro e quem precisa dele e cobram juros por este serviço.


Juros Simples e Compostos Descomplicados: o que são e como calcular!
Juros Simples e Compostos Descomplicados: o que são e como calcular!

A Taxa de juros é o preço do “aluguel” do dinheiro por um período de tempo, é o percentual calculado pela divisão dos juros contratados pelo capital emprestado ou poupado. Capital é o valor que é financiado ou investido. Os juros simples são acréscimos somados ao capital inicial no final da aplicação e os juros compostos são acréscimos somados ao capital, ao fim de cada período de aplicação, formando com esta soma um novo capital, também conhecido como “juros sobre juros”. Enquanto o crescimento nos juros simples é linear, nos juros compostos é exponencial, e, portanto, tem um crescimento muito mais acelerado. 

A Taxa de juros simples é aplicada sempre sobre o capital inicial, que é o valor emprestado ou investido. Não há cobrança de juros sobre juros acumulados como no caso de juros compostos. Já na Taxa de juros composta, para cada período do contrato, seja ele diário, mensal, anual etc., há um “novo capital” para a cobrança da taxa de juros contratada. Esse “novo capital” é a soma do capital e do juro cobrado no período anterior. 

Vou te dar um exemplo bem simples: 

Se os juros cobrados pelo empréstimo de R$1.000,00 durante um ano forem R$80, 00, significa que o tomador pagou uma taxa de juros de 8% a.a. (ao ano). O cálculo é feito da seguinte forma: juros divididos pelo capital, ou seja 80/1000 = 8/100 por ano = 8% a.a.

Por outro lado, considere o cenário em que um investimento de R$ 1.000,00 renda à taxa de juros de 5% a.a. (ao ano). Assim, o investidor receberá R$5,00 por cada R$100,00 investidos (5/100) durante um ano, o que, ao final do período, totalizará o montante de R$1.050,00.

A Taxa de juros simples é aplicada sempre sobre o capital inicial, que é o valor emprestado ou investido. Não há cobrança de juros sobre juros acumulados como no caso de juros compostos. 

Exemplo: em um empréstimo de R$1.000,00 com taxa de juros simples de 8% a.a., com duração de 2 anos, o total de juros será R$80,00 no primeiro ano e R$ 80,00 no segundo ano. Ao final do contrato, o tomador irá devolver o principal e os juros simples de cada ano: R$1.000,00+R$80,00+R$80,00=R$1.160,00.

Já na Taxa de juros composta, para cada período do contrato, seja ele diário, mensal, anual etc., há um “novo capital” para a cobrança da taxa de juros contratada. Esse “novo capital” é a soma do capital e do juro cobrado no período anterior. 

Exemplo: em um empréstimo de R$1.000,00 com taxa de juros composta de 8% ao mês, com duração de 2 meses, o total de juros será R$80,00 no primeiro mês, e, no segundo mês, os juros vão ser somados ao capital (R$1.000,00 + R$ 80,00 = R$ 1.080,00), resultando em juros de R$ 86,00 (8% de R$ 1.080). Os juros do primeiro mês (R$ 80) são somados com os juros do segundo mês (R$ 86,00), totalizando o valor de R$1.166,00 que deverá ser devolvido ao fim do empréstimo.

Ao financiar algo utilizando juros simples, a pessoa obtém um montante (valor total a pagar) inferior ao que financia por meio de juros compostos.


Uma sugestão para gosta deste assunto ou que deseja saber mais, é o livro Empreendedores Inteligentes Enriquecem mais, de Gustavo Cerbasi. 

Vou deixar o link da Amazon para você conferir (Link do Livro: https://bit.ly/livroempreendedoresinteligentes ).




Se esta postagem te ajudou a relembrar o que é e como funcionam as taxas de juros simples e compostos, comente e compartilhe com outras pessoas. Inscreva-se também no Canal Código do Crescimento e ative as notificações para não perder os próximos vídeos. Link para o Canal:
https://www.youtube.com/channel/UC7sjdoydnWeTrhLxe52MLBA/featured?sub_confirmation=1 


Postar um comentário

0 Comentários