Ticker

6/recent/ticker-posts

O que é ciclos de estudos? Como montar um ciclo de estudos?

Muitos já conhecem as diversas formas de organizar as disciplinas a serem estudadas, e, dentre estas formas, destaco: estudar uma disciplina ao dia; estudar uma disciplina por vez, praticamente até esgotá-la  para então passar para a próxima; estudar conforme o calendário do cursinho; estudar seguindo um calendário semanal de estudos; estudar as disciplinas ciclicamente, em uma ordem predefinida.

Quem nunca montou um quadro de horários seguindo um calendário semanal de estudos, uma espécie de quadro de agenda diária com tudo o que deveria ser estudado de segunda a domingo, e, assim, vivia com a consciência pesada por não ter conseguido cumprir a programação semanal? Pois bem, eu já  incorri nisto, e muitas vezes. Sempre que um imprevisto acontecia minha programação ia para o espaço.

Cheguei também a estudar uma disciplina por vez, no começo até parecia bom pra mim, pois em um curto período de tempo (2 ou 3 semanas) eu conseguia aprofundá-la, e assim seguia para a próxima, no entanto, quando eu já estava na quarta ou quinta disciplina já havia esquecido boa parte da primeira, pois passava muito tempo sem revisá-la.

Teve épocas em que eu estudava apenas uma disciplina por dia, era uma opção um pouco melhor que a anterior, mas também não era a ideal, pois muitas vezes passava até duas semanas sem ter contato com uma disciplina e, além disto, após algumas horas estudando a mesma coisa eu ficava cansada, com o raciocínio saturado, e, assim, ficava desmotivada, fazendo com que meu grau de aprendizado e entendimento  despencassem.

Outra opção que aderi no início dos meus estudos para concursos foram os cursinhos presencias. O problema que percebi, era que muitas vezes as aulas se concentravam em um professor  disponível para aquela semana ou mês, o que não era bom, pois o estudo ficava concentrado em uma ou poucas matérias.

O que aprendi é que cada pessoa possui um jeito de estudar, uma forma melhor e mais eficiente para si, pois o funcionamento do cérebro de cada um é diferente dos demais. Não obstante, existem métodos que são vantajosos e que funcionam para cerca de 90% das pessoas, um deles é o estudo das disciplinas por ciclos.

A seguir vou enumerar diversos motivos pelos quais eu e diversos defensores dos ciclos de estudos,  como o Alexandre Meirelles, aconselham o uso:
a)Você estudará diversas disciplinas em um só dia, evitando ficar dias ou semanas sem ver determinadas disciplinas, esquecendo-as;
b) Terá de estudar as disciplinas que não gosta ou que sabe menos, evitando o tradicional erro de só estudar as preferidas;
c) Deixará seu cérebro sempre “fresco” para receber novas  formas de raciocínio ao mudar de disciplina;
d) Aumentará a sua motivação ao ver que está evoluindo em todas as disciplinas e rodando o seu ciclo;
e) O ciclo se adaptará à sua rotina diária e não o contrário;

Mas então, o que é o ciclo de estudos? Como montar o ciclo de estudos?


O ciclo é composto por disciplinas que deverão ser estudadas na ordem em que aparecem nele, independente do dia e da hora em que se está estudando, dando continuidade na ordem que parou no estudo anterior.  Primeiramente, deverá ver quais disciplinas terá de estudar para o seu concurso. Se estiver iniciando, o ideal seria fazer um ciclo com as disciplinas básicas da sua área.  Escolhidas as disciplinas, divida em quantas horas  você acha que tem de estudar cada uma delas, dentro de um total de horas estipuladas para seu ciclo, ou seja, a quantidade total de horas que uma “rodada” de seu ciclo deve conter. Podem ser 12h, 16h, 20h, 24h, 30h, isso é você quem definirá.

É muito importante você conhecer a área e a peso de cada matéria na sua futura prova, para poder definir a complexidade e a importância  de cada disciplina. Se ela for grande ou pontuar mais, ela deverá ter uma participação maior em seu ciclo do que uma disciplina de menor peso ou de menor conteúdo.

Exemplo de um quadro de ciclo de estudos:

Ciclo de estudos: o que é e como montar o seu?


O ciclo geralmente é feito na horizontal ou vertical, não se faz em um círculo, pois causaria estranheza na hora de segui-lo. Você pode confecciona-lo no computador ou até mesmo à mão, e verás que é muito simples.  Divida uma folha A4 na horizontal em 2, 3 ou 4 faixas grossas. Cada uma dessas faixas você pode chamar de linhas do ciclo. Não há hierarquia de importância entre cada faixa do ciclo, pois verás que é um ciclo, não importando a ordem.

Você começará na primeira faixa, na primeira matéria, e, assim, vai seguindo para a próxima matéria, e assim sucessivamente, até fechar o ciclo. Após fechar o ciclo, retorne ao início e prossiga novamente, avançando nos estudos de cada disciplina. Você deve entender que, se na primeira faixa constam 6 horas, não significa que você deverá estudar 6 horas por dia.  Um ciclo de 24 horas de estudos poderia ser escrito todo na primeira faixa. O ritmo de estudo quem dita é você mesmo, o ciclo apenas dita a ordem e a duração de estudo de cada disciplina. Se irá levar 2, 3, 4 ou 7 dias para terminar um ciclo, isso dependerá de você. Cronometre rigorosamente o tempo de estudo em cada disciplina, e não sabote (quando der uma pausa para fazer um lanche ou atender alguém, pause o cronômetro), você poderá usar algum aplicativo para auxiliá-lo a gerenciar o seu tempo de estudo, como por exemplo o Aprovado .

Uma dica importante é você intercalar matérias mais "decorebas" com matérias exatas, para não cansar seu cérebro.  O tempo de resoluções de exercícios pode ser computado no ciclo, mas não as aulas dos cursinhos  (que não são estudos ativos) ou de revisões (compute  as horas de cursinhos e de revisões apenas como horas estudadas, extra ciclo). Se a disciplina a ser estudada for grande, divida ela em dois blocos (por exemplo: na primeira faixa e na terceira). Evite estudar mais de 2:30h uma única disciplina, pois seu rendimento será cairá nesta disciplina.

Inicialmente, o ganho inicial usando o ciclo de estudos pode parecer menor, mas o nível de conhecimento acumulado e memorizado com o ciclo vai crescendo cada vez mais, e, em pouco tempo de estudos você atingirá um nível de aprendizado e memorização melhor do que o utilizado nos outros métodos. Porém, como nada é perfeito, o ciclo deixa você solto, não estabelece horários rígidos de estudos, por isso tome cuidado com essa liberdade e seja disciplinado, tem de haver compromisso e motivação para que você o rode o mais rápido possível.

Recomendo o livro “Como Estudar para Concursos” do Alexandre Meirelles, eu já comprei o meu há algum tempo e digo que ele é ótimo, há propriedade no que diz. É uma excelente ferramenta para quem quiser saber mais  sobre como montar um ciclo de estudos, além de outras dicas de como estudar de maneira eficaz. 
Como Estudar para Concursos - Alexandre Meirelles
Link para este Livro na Amazon: 


Também recomendo o E-book Ciclo Eara, do Fernando Mesquita, que é uma das  formas de se estudar  por  ciclos de estudos e aborda os seguintes assuntos: 
- Instruções gerais para planejar o projeto de aprovação;
- Como distribuir sua carga horária;
- Você deve mudar a área escolhida para os estudos?
- Como organizar seus estudos;
- É bom estudar ouvindo música? Como assistir aulas;
- Como encontrar questões para resolver e treinar?
- O que fazer quando as questões dos sites de questões acabam?
- Quais são os três tipos de materiais de estudos?
- Quantas questões você precisa resolver?
- Quais são os três tipos de resolução de questões?
- Quando usá-los?
- Como, quanto e e quando revisar os conteúdos estudados;
- Técnicas de revisão;
- Como adaptar-se e crescer?

Para saber mais sobre o Ciclo Eara do Fernando Mesquita,  leia a postagem que fiz sobre esta metodologia clicando AQUI

Ciclo de Estudos concursos - ciclo eara

Agora chegou a hora de "colocar a mão na massa", portanto,  montem seus próprios ciclos de estudos e tenham ótimos resultados em  provas e concursos!

Postar um comentário

0 Comentários